RECEITA: ARRECADAÇÃO FOI DE R$ 106 BILHÕES EM MAIO

Maio de 2018 foi o melhor da série histórica, desde 2015, porém houve queda de 19,14% em relação a abril.

R$ 106,192 bilhões foi o valor arrecadado com impostos e contribuições federais no mês de maio. É uma aumento real de 5,68% comparado com o mesmo mês de 2017, conforme informado nesta terça-feira (26) pela Secretaria da Receita Federal. Já em relação ao mês de abril deste ano, a queda foi de 19,14%. A arrecadação foi a melhor para os meses de maio desde 2015.

Desde janeiro deste ano, a arrecadação federal somou R$ 603,400 bilhões, o melhor desempenho para o período desde 2015. O montante ainda representa aumento de 7,81% na comparação com igual período do ano passado.

Já as desonerações concedidas pelo governo resultaram em uma renúncia fiscal de R$ 27,459 bilhões nos cinco primeiros meses deste ano, valor próximo ao de igual período do ano passado, quando ficou em R$ 27,631 bilhões. Apenas no mês de maio, as desonerações totalizaram R$ 7,524 bilhões, também próximo ao de maio do ano passado que foi da ordem de R$ 7,524 bilhões.

Somente a desoneração da folha de pagamentos custou aos cofres federais R$ 1,160 bilhão em maio e R$ 4,086 bilhões no acumulado do ano de 2018.

No mês passado, em meio à greve dos caminhoneiros, o governo aprovou o projeto de reoneração da folha de pagamentos, que voltou a cobrar tributos previdenciários sobre a folha de salários para 28 setores da economia.

Desde o início de 2018 as receitas dos parcelamentos foram de R$ 12,379 bilhões. Já a arrecadação com o programa de parcelamento de débitos tributários somou R$ 1,042 bilhões em maio. Foram R$ 698 milhões apenas com o REFIS (Programa de Regularização Tributária), aprovado no ano passado. Outros R$ 344 milhões foram arrecadados com parcelamentos da dívida ativa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *