LIQUIDEZ DIÁRIA: 3 INVESTIMENTOS QUE RENDEM MAIS QUE A POUPANÇA

Independentemente de sua estabilidade financeira é importante que você tenha uma quantia para se prevenir de qualquer imprevisto, e que ela tenha liquidez imediata. Avalie quanto é o seu custo de vida por mês e multiplique este valor por seis, o resultado será a quantia que deve guardar para manter seu padrão de vida por até um semestre.

Como não temos como prever troca de emprego, doenças, entre outras situações que podem gerar gastos inesperados, é importante que parte do seu capital esteja aplicado em investimentos com liquidez diária. Ou seja, aqueles que dão a você a liberdade de resgata-los quando desejar.

A poupança pode até ser a opção mais conhecida, no entanto, outras aplicações que podem render bem mais.

1. Ações

Investir em ações requer o cuidado de escolher o tipo de papel certo. As grandes empresas são, geralmente, as mais líquidas e as negociações acontecem com mais facilidade do que as companhias menores. O prazo médio para receber seu dinheiro após vender uma ação é de três dias, podendo variar em cada caso.

2. CDBs

Dentro dos investimentos em renda fixa, os CDBs (Certificados de Depósitos Bancários) são um dos que mais apresentam rendimento. Porém, é necessário ter atenção no momento de fazer suas aplicações, pois nem todos apresentam resgate diário, tendo também a opção de retirar apenas no vencimento, que pode ser variado, de um mês a cinco anos.

3. Títulos públicos do Tesouro Direto

Como o Governo tem o comprometimento de comprar os títulos todos os dias, apresentam liquidez diária. Além disso, são muito seguros, talvez um dos mais conservadores, pois contam com a garantia do Tesouro Nacional. O Imposto de Renda (entre 15% e 22%) também incide sobre os rendimentos e uma informação relevante é que, caso o capital seja investido por menos de 30 dias, haverá cobrança de IOF.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *